quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

As Helenas de Manoel Carlos



 As Helenas de Manoel Carlos
Não adianta negar, o povo brasileiro ama novelas. Desde a época em que Janete Clair dominava as atenções do público com tramas envolventes e reviravoltas impressionantes. E se existe um autor que sabe lidar com o cotidiano  e o público gosta, esse autor é Manoel Carlos.
As novelas de Maneco, como o autor é conhecido, tem a maior parte de suas ações no bairro do Leblon e desde Baila Comigo, em suas novelas na Globo, sua protagonista tem um nome: Helena.
 As Helenas de Manoel Carlos
Regina Duarte, Manoel Carlos e Ana Paula Arósio
 As Helenas de Manoel CarlosMuitos se perguntam de onde vem essa admiração pelo nome. Alguns jornalistas já perguntaram se foi um amor ou uma homenagem à alguém de sua família, mas Maneco disse que não. Helena é uma homenagem à Helena de Tróia, conhecida como a mulher mais bonita do mundo. Helena foi capaz de mobilizar uma guerra que durou mais de dez anos.
Em comum entre as Helenas de Manoel Carlos existe o Amor. Todas as Helenas do autor amaram e erraram e passam a novela toda pagando pelo seu erro e tentando acertar. Elas mentem, manipulam e não são vilãs.
Em Baila Comigo, a primeira Helena omitiu de seu filho que ele tinha um irmão gêmeo. Em Felicidade, Helena não contou para sua filha quem era seu verdadeiro Pai. A Helena de História de Amor teve que cuidar da gravidez da filha adolescente, que na verdade não era sua filha e sim sobrinha. Já em Por Amor, Helena errou e trocou seu filho pelo neto morto, para que sua filha, Maria Eduarda, pudesse ser mãe. Em Laços de Família, além de abrir mão de seu namorado, Helena engravida novamente para salvar a vida da filha com leucemia. Na trama deMulheres Apaixonadas, Helena se arrisca e decide se entregar ao amor e abandonar um casamento estável, mas infeliz. E a última Helena que conhecemos, a de Páginas da Vida, perdeu sua filha e acabou criando uma menina, abandonada pela avó materna, que sofria de Síndrome de Down.
Mulheres guerreiras, corajosas e que amam intensamente. Essas são as Helenas de Manoel Carlos, um homem que entende a alma feminina e tem um público cativo em suas novelas, que são sempre cheias de encontros, desencontros, mentiras e amor.