quinta-feira, 19 de maio de 2016

INTOLERÂNCIA À LACTOSE

Como aliviar os sintomas


ENTENDA  O  PROBLEMA.



     Esse é um dos sintomas que os intolerantes enfrentam.O que acontece é que o organismo dessas pessoas não produz, ou produz em quantidade insuficiente , a enzima digestiva lactose, responsável por quebrar a lactose.Dessa forma , a substância chega ao intestino  grosso sem sofrer nenhuma alteração e ali se acumula. A consequência disso é uma fermentação  causada por bactérias que fabricam o ácido lático e gases,provocando retenção de água, diarreias , cólicas , náuseas , ardor anal e assaduras. Estes dois  últimos , provocados pela presença de fezes mais ácidas,
     " Caso alguns sintomas como o empachamento, inchaço, diarreia , dor abdominal, náuseas ou até mesmo  o vômito apareçam com frequência, torna-se necessária uma investigação.É essencial procurar um profissional ,que poderá indicar alguns exames para ter a certeza de que realmente a intolerância que está causando os sintomas "

TRATAMENTO

     É importante lembrar que a intolerância  à lactose  não é uma doença e sim uma carência  do organismo que pode ser controlada por meio de dieta e medicamentos. " O paciente com esse problema pode levar uma vida normal desde que siga a dieta adequada e evite o consumo de leite e derivados, além da quantidade tolerada  pelo organismo".
     Ao conhecer o próprio grau de intolerância , a pessoa acometida  pela condição já sabe o que e quanto pode consumir de leite e de seus derivados. "  Em geral , podem ser utilizados alimentos sem lactose , existentes no mercado, para evitar que os sintomas apareçam. Em outros casos ,pode-se utilizar  a enzima  na forma de suplemento  (antes de refeições que contenham leite e derivados) ou então sachês de lactose para serem misturados a esses alimentos. Além disso . o uso de probióticos ( lactobacilos ) também  ajuda a aliviar os sintomas intestinais decorrentes  desse distúrbio e a modular o intestino (protegê-lo de agressões alimentares). A utilização de suplementos  deve ser feita sob orientação médica ou de nutricionista",

COMPENSANDO  O  CONSUMO  DE  CÁLCIO 

     Folhas verdes - como brócolis ,couve , agrião e espinafre - assim como feijão , couve-flor , ervilhas , tofu , salmão , sardinha , mariscos , amêndoas , nozes , gergelim , ovos e certos temperos (como manjericão , óregano , alecrim e salsa ) também funcionam como fontes de cálcio.
     "No caso da intolerância , é possível , muitas vezes,consumir o leite e seus derivados na versão livre do açúcar , ou bebidas vegetais (como as feitas a base de arroz , aveia , entre outras fontes enriquecidas com o mineral). Já no caso da alergia , é preciso excluir totalmente esses alimentos da dieta (mesmo os sem lactose).Nessa situação além do consumo das fontes alimentares  citadas anteriormente , pode-se obter a quantidade  de cálcio necessária  por meio  de alimentos  enriquecidos  (como as bebidas vegetais, à base de arroz , aveia, soja  etc...) ou de suplementação , com a orientação de um profissional.

     Crianças , adolescentes , gestantes e idosos geralmente precisam de mais atenção quanto ao consumo adequado de fontes de cálcio." Para que a absorção do cálcio e sua utilização pelo corpo sejam eficazes, é necessário um aporte adequado de vitamina D , magnésio , fósforo , entre outros.

Fonte.: Ponto de encontro / No 60 - Mar/2016.
Colaboração.: Fórmula Care - Farmácia de Manipulação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente...